Endometriose. Um artigo escrito especialmente para você. Confira!

Endometriose. Um artigo escrito especialmente para você. Confira!


A endometriose é uma doença que atinge as mulheres em idade fértil. A enfermidade está uma relacionada à dor pélvica e à infertilidade feminina. Neste artigo você encontra um guia sobre endometriose.

Você saberá, entre outras coisas,
• O que é.
• Quantas mulheres apresentam este problema no Brasil.
• Tipos de tratamento.
• Como tratar.
• Alternativas naturais para melhorar.

O que é endometriose?

Durante todo ciclo menstrual, o tecido encontrado na parte interna do útero tem a tendência de se acumular e começa a se desprender.

Este tecido é chamado de endométrio. Formado por glândulas e estroma, sua espessura aumenta naturalmente durante o ciclo para abrigar o óvulo fecundado e iniciar a gestação.
endometriose-utero
Todo esse processo é normal e acontece a cada ciclo de 28 dias aproximadamente. Algumas mulheres, no entanto, possuem multiplicação de células do tecido do endométrio que se desenvolvem no sentido contrário.

Essa migração celular sobe pelas tubas e atinge a cavidade abdominal. A endometriose ocorre com esse desenvolvimento fora do útero e que pode afetar qualquer parte do corpo, sendo mais comum:

• Nos ovários;
• Nas trompas de falópio;
• Nos ligamentos largo e fundo de saco posterior.

Em alguns casos, órgãos como bexiga, intestino e pulmões podem ser afetados.

Principais causas e fatores de risco

Apesar de várias pesquisas sobre o tema, a ciência ainda não chegou a uma conclusão sobre o que leva uma mulher a ter endometriose.

O histórico familiar é um fator de risco para esse problema. Se existe alguém da família que sofre do problema, a probabilidade de suas filhas, irmãs, primas ou sobrinhas também o terem é alta devido à genética.

A intensidade do fluxo menstrual também é um fator de risco. Estudos comprovam uma relação entre a ocorrência da endometriose em mulheres com maior fluxo menstrual.

Sedentarismo, consumo de bebidas alcoólicas e excesso de cafeína são outros hábitos que desencadeiam a doença em algumas pacientes.

Sintomas apontados na Endometriose

A endometriose pode se manifestar desde a primeira menstruação e seus sintomas permanecerem durante todos os ciclos.

Cerca de 25% das mulheres possuem endometriose assintomática. Isso significa que, mesmo tendo o problema, o organismo não dispara nenhum alerta de que algo está acontecendo.

Principais sintomas da endometriose:
• Inchaço e retenção de líquidos.
• Sangramento irregular durante a menstruação.
• Cansaço e fadiga crônica.
• Dor durante a relação sexual.
• Cólicas menstruais intensas.
• Dor durante o ciclo menstrual.
• Dor crônica na região pélvica.
• Fluxo menstrual intenso.
• Alterações sociais e psicológicas.
• Dores durante a TPM.
• Problemas urinários.
• Cistite.
• Fibromialgia.
• Síndrome do intestino irritável.

A infertilidade e Endometriose

A endometriose leva à dificuldade para engravidar em metade dos casos. Mulheres com esse problema precisam de acompanhamento para que seja possível ter filhos.

A infertilidade ocorre por mecanismos como alterações em níveis de estrogênio e progesterona. Em entrevista ao site do Bem-Estar, os ginecologistas José Bento e Maurício Abraão, confirmaram essa ligação.
Segundo os especialistas, a dificuldade existe também em ter relações sexuais devido à dor vaginal e ao acúmulo de sangue na região do abdômen nos dias de menstruação.

Estatísticas sobre este problema

Aproximadamente 7 a 10 milhões de mulheres sofrem de endometriose no país. Esse número pode ser ainda maior devido ao diagnóstico tardio, por volta dos 30 anos.

A falta de conhecimento sobre a doença e alguns tabus ligados às cólicas menstruais acabam dificultando o acesso à informação.

dados-estatísticos-medicinaO problema não é exclusivo do Brasil. Países como Noruega, Inglaterra, Escócia e Estados Unidos estudam políticas públicas para o tratamento da doença e investem em pesquisas sobre a Endometriose.

Estima-se que 10% das americanas tenham problemas ligados a endometriose, incluindo casos graves. A cada ano, 1000 internações em hospitais são provenientes de mulheres com esse problema de saúde.

Se chagamos até aqui, então como tratar?

Para as cólicas e dores abdominais leves, os médicos sugerem compressas com água quente durante o período menstrual.
Hábitos saudáveis como boa alimentação, prática de exercícios físicos e diminuição do consumo de álcool são recomendações que aliviam os sintomas e fortalecem o organismo.

Em casos graves, é necessário o acompanhamento médico. Através de exames, o ginecologista prescreve contraceptivos orais à paciente segundo sua condição clínica.

O tratamento é longo. São necessários seis a doze meses de uso combinado entre contraceptivos e anti-inflamatórios não hormonais. Injeções de hormônio, implantes subcutâneos ou DIU também podem ser indicados pelo médico.

E a Endometriose tem cura?

Ainda não existe uma comprovação científica para a cura da endometriose. Assim, em casos graves, os procedimentos adotados são:

• Histerectomia: retirada do útero.
• Ooferectomia: retirada do ovário.
• Laparoscopia: cauterização dos focos da endometriose através de cirurgia.

TPM e endometriose

As mulheres que desejam engravidar podem optar pelo controle da doença. A tensão pré-menstrual é responsável por uma série de transtornos na vida de quem tem endometriose.

Distúrbios de humor, aumento de peso, ansiedade além das dores e incômodos gastrointestinais podem ser tratados de forma natural através de dieta e uso de suplementação alimentar.

Alimentos com triptofano ajudam a regular os hormônios e em especial a serotonina. Para garantir esse benefício, inclua no prato:
• Peixes.
• Nozes.
• Linhaça.
• Arroz integral.
• Chocolate amargo.
• Soja.
• Lentilha.

5HTP para a saúde da mulher

A suplementação em cápsulas de 5HTP é uma alternativa natural para tratar alguns sintomas da endometriose.

Os médicos extraem 5HTP de um legume do oeste da África. O 5hidroxitriptofano age no organismo de forma igual o triptofano. A diferença aqui é que, com a suplementação, a ingestão da substância é diária e contínua, tendo mais chances de sucesso.

A vida agitada e algumas restrições alimentares podem fazer com que você não consuma nutrientes na quantidade necessária para a regulação hormonal. Usando o suplemento, você evita esse problema e ainda melhora a saúde.

É possível encontrar 5HTP em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação. Também se pode adquirir o produto em sites especializados através da internet e é frequentemente encontrado nas opções de 100mg e 200mg.

Posso tomar 5HTP?

Como qualquer tratamento, o uso de 5HTP pode causar reações, como náuseas e problemas intestinais, em algumas pessoas. Procure o médico e pesquise se no seu caso é possível ter benefícios com essa suplementação.

A mulher com endometriose enfrenta uma série de desafios e, muitas vezes, precisa de apoio de familiares e amigos. A medicina tem evoluído em busca da cura para este mal e busca melhorar a qualidade de vida da mulher através de alimentação, exercícios e terapias menos evasivas.

Neste artigo, você pôde saber mais sobre a endometriose. Use esse conhecimento a seu favor e cuide de sua saúde.


  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *