Glucosamina: para que serve, benefícios, efeitos [Guia Completo 2018]

Glucosamina: para que serve, benefícios, efeitos [Guia Completo 2018]


O que é Glucosamina? Quais são seus benefícios para saúde? Por que ela é tão importante no processo de proteção das juntas e articulações? E como seus benefícios podem ser potencializados combinando-a com Condroitina e MSM?

Glucosamina: combate as dores nas articulações

A Glucosamina (juntamente com o composto de Condroitina e MSM) é considerada por muitos especialistas e adeptos, a mais promissora resposta da ciência para a proteção das juntas e articulações, um verdadeiro “milagre” no tratamento contra a osteoartrite.

Mas, para que serve a Glucosamina, quais os seus benefícios, qual a dosagem correta, onde encontrar, preciso de prescrição médica, quais suas contraindicações e efeitos colaterais?

Se estas são algumas de suas dúvidas, fique com a gente. Pois, iremos abordar tudo sobre Glucosamina, Condroitina e MSM, neste guia definitivo sobre a Glucosamina e seus benefícios para a saúde das juntas e articulações.

Antes de falarmos sobre a Glucosamina e do seu composto, vale a pena falar que, apenas no Estados Unidos, 54 milhões de adultos sofrem de dores nas juntas e articulações por causa da osteoartrite. Estes são dados do instituto americano “Arthritis Foundation”.

Então se você (ou alguém que você conhece) sobre de dores nas juntas e articulações, saiba, você não está sozinho, e há um tratamento natural que poderá te ajudar em muito no tratamento e combate à estas dores. Segui com a gente!

O que é a Glucosamina?

Glucosamina Fórmula

Glucosamina é uma substância naturalmente produzida pelo organismo através da glicose e da glutamina (aminoácido mais abundante nos músculos e no plasma sanguíneo).

Ela é encontrada em grandes concentrações nas cartilagens e articulações, ajudando a lubrificá-las e deixá-las mais saudáveis.

O problema é que as quantidades necessárias de Glucosamina vão diminuindo com a idade e com o esforço físico.

Sua ausência gera dores, rigidez e diversas doenças articulares, como a artrite e artrose, das quais vamos falar mais adiante.

A principal fonte de Glucosamina na natureza está nos mariscos. Inclusive, é daí que se extraem as quantidades para se produzirem a maioria dos suplementos.

Como uma dieta rica em mariscos é algo fora da realidade da maioria das pessoas, a opção ideal e mais recomendada é a suplementação de Glucosamina.

Além de ser mais barato e acessível, esta é a melhor maneira de ingerir a quantidade correta e necessária da substância para a saúde de suas articulações e juntas.

Para que serve a Glucosamina e por que ela é considerada “milagrosa”?

A Glucosamina possui uma gama de benefícios e funções incríveis que você nem imagina. Veja a lista a seguir e entenda o quão importante ela é:

  • Alivia as dores nas juntas, dores nos joelhos e desconfortos articulares;
  • Eleva a síntese da cartilagem, o que previne e reduz os problemas das articulações;
  • Aumenta as taxas de glutationa no organismo, substância conhecida por ser um forte antioxidante (combate moléculas que danificam e envelhecem as células);
  • Ajuda a manter a pele jovem, pois proporciona sustentação, hidratação e elasticidade;
  • Evita a presença de enzimas capazes de degradarem a cartilagem, o que rende uma ótima proteção contra o reumatismo, a artrite, e outras patologias articulares relacionadas;
  • Algumas pesquisas ainda relatam que a Glucosamina também pode agir como anti-inflamatório, combatendo possíveis inflamações nas áreas das articulações;
  • A Glucosamina também serve para prevenir a deterioração do colágeno tipo II, uma proteína essencial para a saúde das articulações.

Deu pra perceber as vantagens de consumir a Glucosamina e mantê-la sempre nos níveis ideais para o funcionamento do seu corpo?

Mas, isso não é tudo. Veja o que diz o médico americano Dr. Axe sobre a Glucosamina, Condroitina e MSM!

No vídeo abaixo ele mostra alguns dos principais benefícios da Glucosamina e uma característica especial, a Glucosamina ajuda na comunicação das células.

Quando você tem alguma área danificada no seu corpo, especialmente ossos, cartilagens e sistema digestivo, ela ajuda a concentrar certos minerais e aminoácidos para que o processo de reparação seja mais rápido. Ou seja, ela ajuda no processo de recuperação e reparação de cartilagens e tecidos danificados.

É importante mencionar que a Glucosamina funciona perfeitamente bem com dois elementos importantíssimos para a saúde de suas articulações: a Condroitina e o MSM. Conheça mais sobre os dois a seguir!

Vamos falar da Condroitina

Condroitina Fórmula

A Condroitina é uma molécula de carboidrato que também é produzida naturalmente pelo nosso organismo, chamada de glicosaminoglicano, basicamente composta de moléculas alternadas de açúcar urônico e açúcar amino.

Ela também é uma participante muito importante da matriz extracelular do nosso corpo, que envolve as células, proporciona uma boa estrutura e permite o transporte de elementos químicos essenciais para o organismo.

Na cartilagem, a Condroitina é a substância mais constantemente achada na proteína do núcleo proteoglicano, que é de extrema importância para auxiliar o bom funcionamento das articulações e para promover uma melhor estrutura.

Ela também é a maior responsável por reter a água na cartilagem e consequentemente colaborar para a resistência e fortalecimento dos tecidos dessa região.

Para que serve a Condroitina?

A suplementação da Condroitina se faz necessária quando há um desequilíbrio de certos processos celulares que ocorrem dentro da cartilagem, mais especificamente: o catabolismo (a quebra das células) e o anabolismo (a produção das células).

Esse desequilíbrio costuma acontecer porque as cartilagens são desgastadas ou destruídas, o que gera uma grande perda do colágeno e dos tecidos conectivos. Atletas e amantes de exercícios físicos frequentemente se vêem vítimas disso, devido ao esforço intenso.

A Condroitina é muito usada para atrasar a evolução de doenças como a artrite (falaremos mais dela adiante). A substância é capaz de melhorar a qualidade do líquido sinovial nas articulações, proporcionando melhor qualidade de vida a quem a utiliza.

Esse líquido é o responsável por lubrificar e permitir que os movimentos articulares sejam suaves, indolores e saudáveis. Nesse caso, a produção de ácido hialurônico também é elevada, o que impulsiona o metabolismo a melhorar a síntese do colágeno.

Basicamente é possível dizer que a Condroitina consegue equilibrar os níveis de cartilagem nas articulações, assim prevenindo as causas da degradação celular da cartilagem e melhorando o anabolismo, o que permite a criação de mais tecidos.

Agora que já falamos um pouco da Glucosamina e da Condroitina, vamos explicar o que é o MSM?

O que é o MSM (Metilsulfonilmetano)?

MSM (Metilsulfonilmetano) Fórmula

MSM é a sigla de metilsulfonilmetano, que é um composto natural de enxofre encontrado em qualquer ser vivo.

Apesar de muitos acharem que o enxofre seja algo ruim, ele muito benéfico para o tecido conjuntivo, proporcionando o bom funcionamento das articulações. Além disso, ele também possui ação anti-inflamatória.

O MSM pode ser achado em diversos alimentos, como carnes, vegetais, frutas, peixes e até grãos. No entanto, suas propriedades são destruídas quando tais alimentos passam pelo processo de digestão.

É por isso que os suplementos de MSM são tão procurados e queridos. Diversos relatos de pessoas que o consumiram mostram que as dores sentidas foram reduzidas e aliviadas.

Para que serve o MSM?

Além de ser excelente para quem tem problemas relacionados ao tecido conjuntivo e articulações, o MSM possui uma lista de funções e benefícios importantes para a nossa saúde. Dê uma olhada:

  • Reduzir as dores musculares e encurtar o tempo de recuperação durante os treinos;
  • Hidratar a pele e fortalecer as unhas;
  • Agir como um anti-inflamatório;
  • Ter função antioxidante, ou seja, lutar contra os radicais livres (moléculas prejudiciais às células);
  • Proteger o organismo contra doenças cardíacas e doenças autoimunes.

Como a Glucosamina, a Condroitina e o MSM trabalham juntos?

Agora que você conheceu a Glucosamina, a Condroitina e o MSM, precisa entender porque esses três compostos são tão eficientes em conjunto.

Você já deve ter percebido que eles possuem propriedades muito vantajosas para as articulações, certo?

Realmente, se eles já são extremamente benéficos de forma separada, imagine se estiverem juntos!?

Conheça a seguir alguns dos principais benefícios dos três e entenda como esse combo potencializa a saúde e o funcionamento das articulações e juntas.

Quais os Benefícios da Glucosamina, Condroitina e MSM?

  • Protege as juntas e articulações de desgastes e destruições de tecidos celulares;
  • Age na síntese do colágeno, proteína que proporciona firmeza, estrutura e elasticidade ao corpo;
  • Diminui a ocorrência de cãibras e espasmos musculares;
  • Fornece nutrientes essenciais às articulações, deixando-as mais saudáveis;
  • Proporciona uma mais rápida recuperação e regeneração, tanto das articulações quanto dos músculos;
  • Lubrifica e hidrata as juntas e articulações, permitindo o melhor movimento e a ausência de dores e desconfortos;
  • Evita o processo de degeneração das cartilagens, seja por doenças, por exercícios intensos ou pela idade;
  • Atua na aceleração da cura de feridas, assim como melhora a saúde dos tecidos com cicatrizes;
  • Restaura as juntas e articulações de problemas passados.

Estudos sobre a Glucosamina

Uma revista chamada “American Family Physician” (O Médico da Família Americana) publicou um artigo no qual analisou a utilização dos suplementos na osteoartrite. A conclusão foi uma nota “B”, em uma escala a qual A seria a maior nota.

Isso quer dizer que, baseado em estudos que ocorreram a longo prazo, os compostos são capazes de reduzir moderadamente os sintomas da doença articular, assim como retardar seu desenvolvimento e evitar a piora.

Em um outro estudo realizado em 2004, os estudiosos separaram os voluntários em dois grupos, um sendo tratado com o suplemento e outro com placebo. O resultado se mostrou positivo na melhoria dos sintomas problemáticos.

Podemos mencionar ainda um estudo publicado em 2010 pela revista “Annals of Rheumatic Diseases” (Anais de Doenças Reumáticas). Ele mostrou que houve melhoria nos indivíduos que foram suplementados com o combo Glucosamina, Condroitina e MSM.

Como já aprendemos seus benefícios, agora você pode estar se perguntando o que exatamente causa os problemas nas juntas e nas articulações, ou o que de fato são as articulações. Continue lendo, pois esclarecemos tudo isso a seguir!

Juntas e Articulações

Antes de falarmos sobre os problemas mais comuns e suas causas, vale a pena deixar claro o que são juntas e articulações.

Junta é a área em que dois ou mais ossos se juntam. Certas juntas são fixas, como as do crânio, pois nelas os ossos estão unidos entre si de forma firme.

Por outro lado, existem juntas em que os ossos se movem e com isso permitem que o esqueleto faça movimentos, estas são chamadas de articulações.

Os ossos das articulações conseguem ficar no seu lugar através dos ligamentos, que são cordões bem resistentes feitos a partir de um tecido conjuntivo fibroso. Os ligamentos, por sua vez, estão juntos às membranas que envolvem os ossos.

Problemas mais comuns

Entre os problemas articulares mais comuns, podemos citar:

  • Artrite: inflamação crônica que causa muita dor e também limita a movimentação.
  • Osteomielite: infecção óssea, mais comum na coluna, pés ou quadris. Causa dor e, caso não seja tratada, pode gerar febre, inchaço, rigidez, calafrios, etc.
  • Fibromialgia: dor crônica generalizada nas articulações, que gera uma elevada sensibilidade nos tendões e músculos; mais frequente em mulheres de 20 a 50 anos.
  • Fadiga crônica: ela é caracterizada por mal-estar e cansaço; as dores sentidas podem prejudicar o corpo inteiro.
  • Luxação: é um tipo de lesão de impacto; a região pode ficar dormente e dolorida. Importante tratar logo porque ela pode causar infecções, além de poder vir em conjunto com uma fratura ou outro machucado.
  • Gota: apesar de tecnicamente ser um tipo de artrite (como a artrose), a gota pode ser aguda, apresentando uma forte dor na área, ou crônica, em que a inflamação está em várias áreas e aparece de forma constante.

Causas de Doenças Articulares

As causas das doenças articulares podem variar muito. Em alguns casos, bactérias e fungos podem ser os agentes causadores. Em outros, pode ocorrer devido ao acúmulo de ácido úrico.

Na maioria dos casos, porém, podemos culpar as inflamações. Elas podem ser geradas a partir de lesões, esforço repetitivo, impactos, exercícios intensos, etc.

Além disso, vale lembrar que muitas pessoas idosas também possuem problemas articulares, dores nos joelhos, dores nas juntas, etc. Isso porque, com o passar dos anos, as cartilagens vão perdendo substâncias essenciais para seu bom funcionamento, como a Glucosamina e a Condroitina.

Quem sofre com esses problemas?

Existem grupos que são considerados de risco para adquirirem esses problemas, ou seja, quem fizer parte dos grupos citados abaixo pode ter mais chances de sofrer com as doenças articulares. Dê uma olhada:

  • Mulheres, pois possuem algumas curvaturas maiores e pélvis mais larga, assim como também exercem muita pressão na parte inferior do corpo quando estão grávidas;
  • Pessoas com histórico de doenças articulares;
  • Quem usa drogas ou fuma;
  • Indivíduos que estão fazendo tratamento com medicamentos controlados ou tratamentos químicos;
  • Quem sofreu algum traumatismo, lesão ou impacto;
  • Quem tem mais de 50 anos;
  • Pessoas que sofreram ou sofrem com alguma infecção bacteriana;
  • Atletas ou esportistas que realizam treinos intensos frequentes.

Artrite: o mal que afeta muitas pessoas

A artrite merece uma atenção especial porque é a doença articular mais comum que existe.

A artrite (ou osteoartrite) é uma inflamação nas articulações. Ela pode ocorrer devido ao excesso de peso, desgaste natural da cartilagem, alimentação pouco saudável, traumatismo e até mesmo problemas no sistema imunológico.

Ela pode aparecer em tipos diferentes, que variam de acordo com a causa. Por exemplo, artrite séptica, artrite reumatoide, artrite reativa, artrite gota e artrite psoriática.
Muitas pessoas acham que artrose é algo diferente de artrite, mas, na verdade, elas são a mesma coisa. São termos mais genéricos para as inflamações, que podem sofrer alterações se descobertas as causas de cada uma (como nos exemplos acima).

Quais são os sintomas da artrite?

Entre os sintomas mais comuns, estão:

  • Rigidez e dificuldade nas movimentações da articulação, em especial logo após acordar;
  • Juntas com deformidades;
  • Articulações que apresentam inchaço, vermelhidão e quentura;
  • Dor ao tentar encostar ou movimentar a área;
  • Dores nas juntas, dores nos joelhos, nos dedos e até nos cotovelos.

Como é feito o tratamento para a artrite?

Ela ainda não tem uma cura em si. No entanto, é possível realizar tratamentos para aliviar seus sintomas. Uma dieta saudável, com bastante água e sem exagero de proteína, pode ajudar. Medicamentos anti-inflamatórios receitados pelo médico também são essenciais.

Muitas vezes o profissional recomenda que você faça fisioterapia para tratar melhor e de forma mais completa. Em casos mais graves, uma cirurgia se faz necessária. No entanto, não é sempre que ela pode ser realizada.

Uso da Glucosamina, Condroitina e MSM para o tratamento da Artrite

A suplementação pode ajudar a aliviar os sintomas da artrite, como a dor e a rigidez. O sulfato de Glucosamina é o tipo que mais se mostrou benéfico à osteoartrite.
Um estudo realizado com 318 adultos vítimas da artrite observou que consumir 1500 mg da substância todos os dias durante 6 meses melhorou o funcionamento das articulações, assim como reduziu as dores no local.

Um outro estudo, feito com 200 pessoas, mostrou que a ingestão diária de 1500 mg do sulfato de Glucosamina durante três anos auxiliou no alívio aos sintomas gerais da artrite, como dores, rigidez e o mau-funcionamento da área afetada.

Uma análise realizada a partir de diversos estudos chegou à conclusão de que a suplementação da Glucosamina pode colaborar para a melhoria de alguns sintomas (como as dores), especialmente se comparado a outros medicamentos disponíveis no mercado.

Assista a um doutor conhecido explicando sobre a artrose e quais as substâncias que podem recuperá-la:

A idade e as articulações

Você sabe por que os idosos têm mais chances de terem problemas articulares? Veja a seguir.

O que acontece com nossas articulações com o passar do tempo?

Glucosamina: Articulações e a idade

É verdade as pessoas mais velhas tendem a ter problemas maiores com relação às articulações. O tipo de reumatismo mais comum é a artrose. Ela gera rigidez e dor nos joelhos, na lombar, nos quadris e na coluna cervical.

Isso ocorre porque pessoas acima de 50 anos começam a apresentar um desgaste maior na cartilagem articular, que é um tecido maleável, responsável por amortecer choques e impactos, assim como prevenir o atrito entre mais de um osso.

No joelho, por exemplo, a cartilagem presente ali evita que o fêmur se choque com a tíbia. Portanto, com o passar do tempo, essa proteção vai sumindo devido à degradação da cartilagem e por consequência do impacto entre ossos diversas doenças começam a aparecer.

Benefícios da Glucosamina

As pessoas acima de 50 anos e os idosos certamente podem aproveitar os inúmeros benefícios da Glucosamina para melhorar as dores, reduzir a rigidez e prevenir que doenças piores ocorram.

Veja alguns dos principais benefícios da Glucosamina para esses problemas citados:

  • Melhora a retenção ou evita a redução do líquido sinovial presente nas articulações, que são essenciais para a movimentação e prevenção do desgaste;
  • Ajuda a combater as inflamações em articulações mais idosas, assim como as dores no nervo ciático (principal nervo dos membros inferiores);
  • Alivia a inflamação dos discos vertebrais, ou seja, melhora as dores da coluna;
  • Colabora para a saúde do sistema circulatório e do sistema digestivo;
  • Protege as articulações contra impactos e lesões, bem como contra prejuízos mais graves nos tecidos, vasos sanguíneos, tendões, ligamentos e nervos,
  • como a bursite, a tendinite, entre outros “ites”.
  • Se utilizada junto com a Condroitina e o MSM suas funções e benefícios aumentam consideravelmente.

Exercícios e tratamentos

Em caso de artrose (ou outra doença articular), independente da idade, uma das recomendações mais comuns para o tratamento funcionar melhor é a fisioterapia.

Ela costuma ocorrer três vezes por semana e seus exercícios podem variar de paciente para paciente, pois cada tem suas necessidades específicas.
Contudo, podemos citar alguns dos exercícios fisioterapêuticos mais utilizados para colaborar com a suplementação ou medicamentos recomendados pelos médicos.

Dê uma conferida:

  • Bolsas de gelo e calor sobre as regiões afetadas;
  • Uso de aparelhos elétricos, como ondas-curtas ou ultra-sons;
  • Massagens e outras técnicas manuais feitas pelo profissional sobre a área problemática;
  • A cinesioterapia, que ocorre quando há uma melhora no quadro de sintomas. É importante haver um fortalecimento muscular para que o membro se recupere resistente e saudável outra vez.

Para você entender melhor a seriedade do problema, dê uma conferida nesta entrevista de uma médica explicando sobre o reumatismo e o porquê de ser mais comum em idosos:

A Glucosamina e o mundo esportivo

Como já falamos de um dos grupos que mais precisam da Glucosamina (os idosos), precisamos falar de outro grupo importante, que está sujeito a sofrer diversos problemas articulares: os atletas.

Você sabia que por volta de 50% das lesões sofridas no esporte estão ligadas ao excesso de atividades? É muito mais fácil encontrar lesões deste tipo do que as agudas. A maioria se encontra nas pernas, nos pés e mais especificamente nos tornozelos.

Normalmente esses problemas são causados devido à falta de equilíbrio entre o tempo de recuperação pós-treino e uma nova série pesada de exercícios.

Vale lembrar que essas lesões no tecido, por menores que sejam, vão se acumulando com o tempo, o que só aumenta ainda mais a área afetada e consequentemente acabará resultando em dor e rigidez.

Atletas que já tenham um histórico de lesões e machucados, ou os que correm ou caminham cerca de 32 km por semana estão entre os com mais chances de desenvolverem problemas articulares.

Certifique-se de que seu equipamento seja bom, adote técnicas de treino bem pensadas, e não mude o seu cronograma de exercícios físicos bruscamente. Lembre-se: não force o seu corpo a fazer algo que ele não pode ainda.

Saúde dos joelhos

Falando em exercícios, os joelhos são as articulações que mais sofrem dano ao longo da vida. Desde pequenos, nós aprendemos a nos apoiarmos no joelho para engatinhar. A partir daí só piora. Cada atividade e cada exercício feito de forma incorreta ajuda a desgastá-lo ainda mais.

O sobrepeso também afeta bastante a saúde dos joelhos, pois é mais um esforço que eles têm que fazer.

Quais são os principais problemas nos joelhos?

O joelho está suscetível a diversos tipos de lesões, como as traumáticas, as causadas por esportes ou até mesmo as degenerativas, que são consequências de um histórico problemático. Sem sombra de dúvidas, o joelho é o “saco de pancada” do corpo.

Dê uma olhada nos principais problemas articulares que podem ser causados nos joelhos:

  • Artrite: já falamos bem dela. Existem 100 tipos diferentes, entre elas, a mais genérica (osteoartrite) e a artrite reumatoide, que é um tipo bem grave, no qual a doença faz o sistema imunológico se voltar contra a própria articulação.
  • Lesão do menisco: é uma cartilagem que pode acabar se estirando de acordo com a rotação do joelho. Existem casos simples e graves.
  • Osteomalácia: costuma aparecer em pessoas de idades mais avançadas e se caracteriza pela falta de vitamina D ou outros nutrientes no organismo. Pode causar dor e microfraturas.
  • Lesão do ligamento cruzado: grande parte dos casos não apresenta dor, mas sim falta de estabilidade. Em algumas situações, pode ocorrer o rompimento total do ligamento e nesse caso uma cirurgia se faz necessária.
  • Lesão do tendão: esta lesão costuma ser comum em atletas que praticam salto. Ela pode variar desde uma inflamação comum até o rompimento por completo do tendão.

Se quiser mais detalhes sobre a anatomia do joelho e como a artrose funciona lá, veja esta ótima e didática explicação feita por um médico especialista:

O Uso da Glucosamina, Condroitina e MSM para a saúde dos joelhos

Um estudo realizado em Madrid, na Espanha, feito com base em outros estudos clínicos, observou que o sulfato de Glucosamina foi a suplementação mais eficaz com relação à diminuição dos sintomas de artrite no joelho.

O doutor responsável pelo estudo, Dr. Herrero-Beaumont (da Fundación Jimenez Diaz) explicou que a Glucosamina é bem mais eficiente em seus objetivos do que o próprio paracetamol, especialmente no quesito das dores.

Exercícios para manter a saúde de minhas articulações

Apesar de falarmos que os atletas têm mais chances de sofrerem danos nas articulações, é importante deixar claro que isso não tem a ver com os exercícios físicos em si, e sim com a maneira como eles os realizam.

Já foi provado em diversos estudos que, praticar atividades físicas (corretamente) não aumenta as chances de você desenvolver problemas nas articulações. Inclusive, o contrário se mostra verdadeiro.

A importância dos exercícios físicos

Segundo uma reportagem do Bem-Estar, o ortopedista Gilberto Camanho afirma que os exercícios físicos ajudam a fortalecer as cartilagens e os músculos, o que só leva benefícios às articulações.

Glucosamina - como os joelhos funcionam para evitar a dor

Veja a reportagem completa

Treinar ou simplesmente praticar atividades físicas ajuda a proteger e a criar uma resistência das juntas (em especial as do joelho), prevenindo que problemas sérios apareçam.

Qualquer um pode fazer, contanto que tome os cuidados necessários que falaremos a seguir.

Cuidados que você deve ter com as articulações ao praticar exercícios físicos

  • Intercalar os treinos mais pesados com os mais leves, assim como realizar atividades de áreas diferentes, para que haja um maior equilíbrio entre as séries;
  • Reduzir a intensidade, o tempo e a frequência dos exercícios. Não extrapole seus limites;
  • Aquecer e alongar muito bem, tanto antes quanto depois do treino. Esta é uma parte extremamente importante, pois além de proteger as articulações, também melhora o desempenho durante os exercícios.
  • Sempre que sentir algum tipo de dor pós-treino, coloque um pedaço de gelo enrolado em um pano sobre a região afetada.

Procurar o acompanhamento de um profissional é sempre bom, pois ele saberá exatamente o que você precisa fazer para alcançar seus objetivos. Além disso, ele tem as melhores técnicas para que você treine de forma correta e saudável.

Para se aprofundar ainda mais no assunto, dê uma olhada nesta ótima reportagem sobre como as dores nas articulações podem ser amenizadas com exercícios físicos:

Glucosamina: Contraindicação e Efeitos Colaterais

Por serem feitos com fontes naturais, os suplementos de Glucosamina, Condroitina e MSM não costumam apresentar efeitos colaterais muito relevantes, se consumidos da maneira certa. Por isso nunca ultrapasse a dosagem recomendada.

Os únicos efeitos podem vir de uma possível alergia à mariscos, já que a Glucosamina é retirada deles. Além disso, os poucos efeitos encontrados são mal-estar, náuseas, leve queimação no estômago e flatulências (gases).

As contraindicações são usuais. Não consuma sem antes consultar um médico nos seguintes casos: se você está grávida ou amamentando, possui alguma doença ou está em tratamento com um remédio controlado ou é menor de idade.

Com comprar e como tomar o suplemento de Glucosamina?

Há diversas opções de marcas e tipos de Glucosamina, Condroitina e MSM no mercado. Alguns destes suplementos vem acompanhados de vitaminas e ácidos graxos com Vitamina D-3 e Ômega 3-6-9.

A melhores marcas e suplementos atualmente, sem dúvida alguma, são os importados. Isso porquê, estes produtos tem um longo histórico de pesquisa e controle de qualidade na produção.

Clique aqui para você ver os principais produtos, como tomar e os seus diferentes tipos.

Conclusão

Depois de tudo isso, fica fácil concluir que a Glucosamina (seja sozinha ou com a Condroitina e MSM) é super benéfica à saúde de suas articulações, seja você jovem ou idoso, atleta ou sedentário. A suplementação proporciona nutrientes essenciais de que todos precisam.

Não deixe de comprar a sua Glucosamina para se livrar daquela dor no joelho ou dor nas juntas que te incomoda, causa desânimo e não permite que você viva sua vida da melhor maneira possível.

Referência e pesquisas complementares:


  • 102
  •  
  •  

One Reply to “Glucosamina: para que serve, benefícios, efeitos [Guia Completo 2018]”

  1. Fiquei bem surpreso com o artigo. Comprei glucosamina há 4 dias e já recebi. Espero que minhas dores no joelho parem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *