Jet Lag: o que é, sintomas, como evitar [Tratamento com eficácia de 99%]

Jet Lag: o que é, sintomas, como evitar [Tratamento com eficácia de 99%]


Tem uma viagem marcada para um futuro próximo? Costuma fazer isso a trabalho ou por lazer? Então, você já deve estar se preparando física e psicologicamente, certo? Jet Lag nem pensar! Viajar é algo muito bom, já que passamos tempos inesquecíveis nos mais diferentes lugares do mundo.

E isto requer planejamento, e claro, uma certa organização. Já ouviu falar em Jet lag, muito comum em viagens longas? Não? Então este artigo é mais um item para você colocar em sua mala. Se já conhece o termo, trouxemos muitas informações interessantes para você.

Organize sua mala com antecedência

Uma dica muito boa, é sempre ter a mala de viagem adequada para cada tipo de viagem. Isto ajuda na sua organização, facilita o processo de check-in na hora do embarque, e sua sua viagem pode seguir com muito mais conforto e segurança.

aeroporto

Chegou a hora de ir viajar! Você já deve estar se imaginando no seu destino, aproveitando cada minuto e registrando todas as experiências desta viagem maravilhosa.

Mas se a sua viagem for mais longa que o habitual, o organismo pode sofrer com a mudança de fuso-horário. E são justamente estas adaptações que o nosso corpo precisa fazer, que os especialistas chamam de Jet Lag.

No texto de hoje, explicaremos tudo sobre ele, seus sintomas e como evitá-lo.

Além disso, daremos algumas dicas para que sua viagem fique mais prática e tranquila. Fique com a gente neste artigo, ele foi escrito para você!

O que é o Jet Lag?

Jet Lag (também conhecido pelo termo médico (“Dissincronose”) é um tipo de fadiga causado por viagens longas que gera distúrbios do sono. Isso ocorre devido às mudanças de fuso horário, que confundem o nosso relógio biológico.

Imagine uma diferença de 6 horas entre o fuso horário dos países. O seu corpo fica confuso. É por isso que sentir muita sonolência durante o dia e ter dificuldade para dormir à noite são alguns dos sintomas mais usuais.

Certos estudos notaram que o Jet Lag aparece com mais frequência em pessoas jovens. Para você ter uma ideia, por volta de 40% das mulheres e dos homens com até 40 anos já afirmaram terem sofrido com os seus efeitos depois de passarem por viagens muito longas.

Isso ocorre porque nosso ciclo circadiano (relógio biológico) já está acostumado com os nossos horários de acordar e de dormir. Quando isso é alterado, ele fica desregulado e acaba gerando os sintomas que falaremos a seguir.

Quais são os sintomas do Jet Lag?

Os sintomas (ou efeitos) do Jet Lag podem perdurar por dias após a chegada da pessoa ao seu destino. Algumas pesquisas realizadas pela NASA apontam que o nosso corpo precisa de ao menos um dia para que o ciclo circadiano se adapte a cada um dos fusos horários ultrapassados.

Confira a seguir quais são os sintomas mais comuns do Jet Lag:

● Fadiga excessiva;
● Dor de cabeça ou enxaqueca;
● Desânimo ou desmotivação;
● Distúrbios do sono, como a insônia;
● Problemas de memória e de concentração;
● Dificuldades em atividades rotineiras, como: ler, escrever, conversar, dirigir, etc.;
● Desorientação e confusão mental;
● Irritabilidade;
● Insegurança e paranoia.

É possível ainda que existam outros efeitos que estejam relacionados ao Jet Lag, ligados à parte física da viagem longa. Eles dizem respeito a fatores como o desconforto, a altitude e a temperatura.

Desidratação, ressecamento da mucosa nasal, edema nas pernas e contágio por vírus ou bactérias que estejam presentes no avião são alguns bons exemplos.

Dicas para ter uma boa viagem e evitar o Jet Lag

Alguns hábitos são essenciais para conseguir aproveitar bem a sua viagem e prevenir o máximo que puder os efeitos do Jet Lag. Por isso preparamos uma lista com algumas dicas fundamentais para te ajudar a evitar qualquer problema durante as suas viagens. Confira:

1 – Organize suas malas com antecedência
Muita gente deixa para arrumar as bagagens na noite anterior à viagem (ou até no mesmo dia!) e com isso acaba se estressando, esquecendo algo e organizando tudo muito mal, o que mais tarde causará ainda mais problemas e irritação.

Faça as malas alguns dias antes. Dessa forma, você terá mais tempo para pensar se está se esquecendo de algo, além de poder arrumar o conteúdo melhor e dividir o que vai na bagagem de mão e na bagagem despachada.

Com esta dica, coloque apenas o que for necessário. Escolha roupas que podem ser combinadas entre si com facilidade. Assim você pode reduzir a quantidade de bagagem, evitando que a mala fique muito pesada e ainda pode custar mais caro.

Invista em malas de qualidade, que contenham bons compartimentos, sejam espaçosas e leves. Tudo isso evita uma série de aborrecimentos.

2 – Durma bem na noite anterior
Tente dormir profundamente na noite anterior à viagem. Dessa forma, você ficará mais descansado e disposto para enfrentar as longas horas de voo e as mudanças de horário no local de destino.

4 – Tenha sempre a Melatonina por perto
A Melatonina é um suplemento muito indicado para pessoas que sofrem com o Jet Lag. Segundo o Portal Drauzio Varella, o ideal é tomar a Melatonina de ação curta até que o ciclo circadiano se adapte ao fuso horário do novo local.

Dr Varella diz ainda que para as viagens destinadas ao oeste, o recomendado é ingerir 0,5 mg de Melatonina na segunda metade da noite. Já para as viagens ao leste, é preciso consumir de 0,5 a 3 mg de Melatonina antes de ir dormir.

A Melatonina é conhecida como “hormônio do sono”. Ela faz com que o nosso ciclo circadiano fique regulado, o que proporciona uma noite de sono profunda e proveitosa. Além disso, ela possui diversos outros benefícios à nossa saúde, principalmente sua ação antioxidante.dormir_bem

Esta substância combate as moléculas prejudiciais às células, evitando que diversas doenças apareçam (até certos tipos de câncer) e prevenindo o envelhecimento precoce.
Além disso, algumas pesquisas mostraram que a Melatonina está relacionada à prevenção de doenças psiquiátricas e neurológicas.

O hormônio do sono também possui propriedades anti-inflamatórias, o que pode melhorar a recuperação de treinos intensos e assim melhorar o desempenho físico.

Alguns estudos também indicam que essa substância está ligada a maior produção de energia e consequentemente à perda de peso. É por isso que é sempre bom viajar com a Melatonina por perto, caso precise.

Viu como quase tudo pode ser aliviado ou reduzido se você tiver as informações certas? Agora, com essas dicas você já sabe como evitar o Jet Lag e ter uma estada bem mais proveitosa no seu local de destino! Boa viagem!

viagem_passaportes


  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *