Melatonina para que serve, benefícios e contraindicação [COMPLETO]

Melatonina para que serve, benefícios e contraindicação [COMPLETO]

Compartilhe

Melatonina, tudo que você precisa saber antes de comprar melatonina on-line.

Para que serve? Como é produzida? Quais as dosagens? Como tomar? Os benefícios para o sono? Os efeitos colaterais? Quais as melhores marcas? Onde comprar com preço baixo? Se estas são suas dúvidas sobre melatonina, você está no lugar certo.

O que é Melatonina?

A Melatonina é um hormônio produzido pelo nosso cérebro, mais especificamente pela glândula pineal, que fica localizada no meio do cérebro entre os dois hemisférios.

Esta glândula é bem pequena, seu tamanho se assemelha ao de um grão, como uma ervilha. Ela é responsável por controlar o que é chamado por ciclo circadiano.

Ciclo Circadiano

O ciclo circadiano nada mais é que, modo como o organismo regula o nosso ritmo para diversas atividades, como por exemplo, o horário de dormir e de acordar.

Durante o sono, o corpo produz mais melatonina. Quando estamos acordados, a quantidade produzida diminui.

Melatonina - Ciclo Circadiano

Melatonina para que serve?

A principal função da melatonina (N-acetil-5-metoxitriptamina) é induzir o sono, mas, além disso, muitos estudos já mostraram que a melatonina é eficaz para a prevenção e combate à várias doenças como o câncer.

Ela age no sistema imunológico, ajuda a regular o metabolismo e possuí funções anti-inflamatória e antioxidante.

Ela foi descoberta em 1958 pelo dermatologista Aaron Lerner. Em suas pesquisas ele descobriu que este hormônio tinha a capacidade de contração dos melanóforos, por isso, recebeu este nome.

Quer baixar o e-book “COMO DORMIR MELHOR” inteiramente grátis? Nele você terá mais informações sobre o sono, seus distúrbios e os tipos de tratamentos. Tudo que você precisa saber sobre o assunto. Para baixar grátis, basta CLIQUAR AQUI.
Aproveite e leve o seu agora mesmo!

Os Benefícios da Melatonina?

Atualmente a melatonina é conhecida, e com eficácia comprovada por diversos estudos, por trazer grandes benefícios par ao ser humano. Veja os principais:

• Induzir o sono

Ela é considerada o hormônio do sono, se você tem insônia ou dificuldades para dormir a deficiência da produção da melatonina pode ser a causa destes disturbios.

• Aumento das defesas do corpo

Fortalece o sistema de defesa do orgânismo, sistema imunológico, contra bactérias e vírus, portanto, o individuo que tem a produção normal deste hormônio, ou contra o uso através da suplementação, corre menos riscos de ficar doente.

• Ação anti-inflamatória

Segundo vários estudos, o hormônio também ajuda no combate de diversos problemas inflamatórios.

Um dos estudos mais recentes, feito pela Dra. Regina Markus, membro do comitê de nominação da International Union for Pharmacology (IUPHAR) e conselheira da SBPC, mostra a sua eficiência no processo anit-inflamatório.

• Ação anti-oxidante

Em nosso corpo ocorre diversas reações químicas e todas elas produzem radicais livres,  que são substâncias que prejudicam as nossas células enfraquecendo-as e atuando no processo de envelhecimento do corpo.

Antioxidantes como a melatonina atuam removendo e controlando os radicais livres retardando o processo de envelhecimento das células, órgãos e do nosso corpo.

• Prevenção do mal de Alzheimer e Parkinson

A deficiência da produção da melatonina já tem sido associada a padrões cerebrais de indivíduos com doenças psiquiátricas e neurológicas, como distúrbio bipolar, depressão, bulimia, anorexia, esquizofrenia, transtorno de pânico, transtorno obsessivo compulsivo, epilepsia, autismo, Alzheimer e Parkinson.

No mesmo estudo feito pela Dra. Regina Markus, citado acima, mostra que pacientes Alzheimer, por exemplo, contém “zero” presença de melatonina no orgânismo.

• Combate ao câncer

Um estudo recente conduzido por pesquisadores da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São Paulo, concluiu que a melatonina é eficaz no tratamento de câncer.

Neste estudo, dois grupos de cobaias, ambas com implante de tumores cancerígenos, foram tratadas num período de 21 dias com placebo (medicamento sem efeito) e melatonina.

O grupo que recebeu melatonina como tratamento, retardou o crescimento do tumor cancerígeno em 50%.

Muitos outros estudos conduzidos ao longo dos anos, já comprovaram que a melatonina é eficaz na prevenção de cânceres de mama e próstata.

Alimentos que contém Melatonina?

O seu corpo é capaz de produz o hormônio do sono necessário para você ter uma boa noite de sono, mas, alguns indivÍduos, este pode seu caso, precisam de um estímulo extra para que o processo de produção e liberação ocorra.

A ser humano produz melatonina a partir da serotonina ou 5-HTP, e a serotonina é produzida através do triptofano. E você que conhece este processo, deve estar se perguntando, e daí?

Acontece que muitos alimentos que temos à nossa disposição facilmente são ricos em triptofano, ou seja, se rodarmos a roda (QUAL RODA?) no sentido inverso chegamos à seguinte conclusão:

Se tivermos uma alimentação saudável e rica em triptofano, estaremos ajudando o nosso organismo a produzir a serotonina, e consequentemente a melatonina. Veja abaixo alguns exemplos:

Melatonina - Triptofano

Lembre-se, nem todos estes alimentos devem ser consumidos imediatamente antes de dormir, pois, devido ao seu valor calórico, pode causar dificuldade para pegar no sono.

Deficiência na produção natural da Melatonina

A produção de melatonina ocorre a partir de um aminoácido. Ele se chama triptofano e pode ser encontrado em diversos alimentos.

Porém, ainda que haja a ingestão das fontes de melatonina corretamente, outros fatores podem influenciar em sua produção, causando, no corpo humano, deficiência desta substância por vários fatores, tais como:

• Idade

O primeiro deles é a idade. Por isso, é comum que pessoas a partir de 60 (sessenta) anos apresentem necessidade de suplementação.

Geralmente, a partir do quarto mês de vida, o organismo inicia a produção de melatonina. Quando uma criança chega aos três anos, essa produção se estabiliza, quadro que permanece dessa forma até a fase adulta.

Mas, não é somente pessoas a partir dos sessenta anos de idade que apresentam esta necessidade.

A partir dos 30 anos de idade a produção de melatonina já começa a sofrer sua diminuição e esta diminuição varia de pessoa para pessoa.

Porém, na terceira idade, os níveis da substância começam a cair. Estima-se que aos setenta anos o corpo produza menos de trinta por cento que produzia antes.

• Álcool, cafeína, nicotina e outras substâncias estimulantes

Há também o uso de medicamentos e outras substâncias, como, por exemplo, o álcool, a cafeína e a nicotina, ou ainda, remédios como o propranolol.

Estas substâncias são consideradas estimulantes, e inibem a produção natural da melatonina.

• Ausência de luz

Por fim, aspectos ligados à luz, como seu excesso, ou doenças como a cegueira, por exemplo, também interferem na produção dessa substância.

Por isso, é comum que pessoas com deficiência visual sofram com transtornos que envolvam o sono. Como elas têm maior dificuldade para perceber a presença da luz, podem apresentar algum tipo de falta de regulação ao produzir a melatonina.

• Eletrônicos e hábitos noturnos inadequados

Com a popularização dos “smartphones” (telefones inteligentes), tablets e outros equipamentos portáteis tem tornado este fator um dos vilões contra a produção da melatonina.

O motivo é a luz azul emitida por aparelhos eletrônicos. Ela manda uma mensagem para o seu cérebro dizendo que ainda não é hora de dormir. Em alguns casos impede a produção do hormônio.

Alguns equipamentos hoje em dia, já possuem mecânismos que permitem o usuário ajustar o tom da luz emitida pela tela do aparelho, isso minimiza o efeito nocivo da luz do equipamento na atividade cerebral.

De qualquer forma, sempre é aconselhado que o usuário não utilize este tipo de equipamentos de uma a uma hora e meia antes de se deitar.

• Ausência de rotina para dormir

Não ter uma rotina pré estabelecida para dormir e acordar também causa a deficiência na produção da melatonina.

Pessoas que viajam para locais com diferentes fusos horários com frequência, indivíduos que trabalham até mais tarde, ou até profissionais que trocam o dia pela noite por causa do trabalho, também tem a produção do hormônio comprometida.

A produção natural e o suplemento da Melatonina

Melatonina - Fórmula

A suplementação de melatonina se faz necessária quando, ao analisar os sintomas, se percebe que por alguma razão, o corpo humano não produz ou ainda não produz em quantidade suficiente.

Nestes casos, é recomendada a ingestão de melatonina sintética, ou seja, aquela que é fabricada em laboratórios.

Para combater alguns transtornos, é muito melhor para o corpo receber uma substância sintética que tem por objetivo imitar a que é produzida naturalmente do que ser agredido através do uso de medicamentos mais pesados, como calmantes e antidepressivos.

Assim, além de ser mais econômico para o paciente sob a perspectiva financeira, também evita que ele fique sujeito a sofrer com efeitos colaterais que essas drogas poderiam provocar.

É importante, ao considerar a aquisição do suplemento, levar em consideração que existem substâncias consideradas análogas da melatonina, as mais conhecidas são o Ramelteon e o Tasimelteon.

Essas substâncias não são melatonina fabricada em laboratório. Sua atuação acontece nos receptores de melatonina que o cérebro humano possui e seus efeitos, apesar de parecidos com os da melatonina, na maioria das vezes, são até mais fortes.

Por isso, avalie se o que deseja adquirir é a substância fabricada em laboratório, chamada de melatonina sintética de rápida ação ou melatonina de liberação prolongada ou se é uma das substâncias análogas mencionadas acima.

A Melatonina contra a Insônia

A insônia também pode ser causada pela deficiência da produção natural do hormônio do sono.

Se você tem dificuldades para dormir, se mantém acordado(a) durante a noite toda, ou ainda dorme, mas acorda durante a noite e não consegue voltar a dormir, seu problema pode estar ligado à deficiência na produção do hormônio do sono.

A melatonina não é um medicamento e sim de uma substância fabricada em laboratório. Mas não é considerada um remédio, pois trata-se de um hormônio que já é produzida pelo corpo naturalmente

Melatonina - Disturbios do Sono

Este hormônio vai atuar do mesmo modo que a melatonina natural, e a indução do sono é uma das suas características principais.

Geralmente ela é tomada meia hora antes de se deitar e seus efeitos são apenas para a noite em questão.

Muitos médicos já preferem a indicação do hormônio ao invés de remédios para dormir. E as vantagens são inúmeras, pois ela produz um sono natural.

Já os remédios como o Rivotril, produzem ou induzem o sono patológico, que trás diversos efeitos colaterais como dependência química, sonolência diurna, irritação, aumento do estresse dentre outros.

Indicação de uso da Melatonia

Hoje em dia os suplementos de melatonina não encontrados em diversas dosagens, mas, as mais comuns são:

  • Tem uma vida sem rotina pré estabelecida para dormir e levantar;
  • Profissionais que trocam o dia pela noite;
  • Individuos que viajam para locais com diferentes fusos horários e sofrem do chamado Jet Lag;
  • Individuos que tem dificuldade para se adaptar à troca de horário de verão e horário convencional;
  • Pessoas que não tem um nível adequado de triptofano e serotonina no organismo, como pessoas com alto nível de estresse ou depressão;
  • Pessoas diagnosticadas com transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH);
  • Autistas;
  • Individuos de meia idade ou terceira idade que tem o a produção de melatonina diminuída.

Mas, estes não são os últimos casos. Pois, a partir dos 30 (trinta) anos de idade o indivíduo normal passa a ter uma perda natural da produção da melatonina.

Alguns destes individuos, por fatores internos ou externos, passam a ter esta produção diminuida mais rapidamente, chegando a apresentar 70% (setenta por cento) a menos de produção de melatonina em poucos anos.

Este é o grande motivo que ao passar dos anos, todos nós, dormimos menos do que quando eramos jovem.

Dosagem recomendada de Melatonina

Hojem em dia os suplementos de melatonina não emcontrados em diversas dosagens, mas, as mais comuns são:

• Melatonina 1mg

Dosagem baixa e muitas vezes encontrada em sua forma líquida ou subligual. Lembrando que esta dosagem é indicada para crianças e adolescentes nos Estados Unidos, porém, lembre-se: NUNCA dê melatonina para criança ou adolescente sem antes consultar um profissional médico

• Melatonina 3mg

Dosagem indicada para pessoas que tem uma deficiência moderada e distúrbios de sono moderados. Como, por exemplo:

  • Dificuldade para pegar no sono;
  • Mundança de fuso horário;
  • Mudança de horário de verão / regular;
  • Pessoas sem uma rotina pré estabelecida para dormir e acordar.

• Melatonina 5mg

Um dose mais alta do hormônio indicado para alguns casos mais severos como ausência na produção do hormônio, insônia crônica, dentre outros casos

• Melatonina 10mg

A dosagem mais alta encontrada em forma de cápsulas. A indicação é muito específica, e antes que o individuo passe a tomar esta dosagem, é ideal que o mesmo já tenha passado pelas dosagens menores.

Em todos os casos, e permanecendo dúvidas, é sempre aconselhável a busca de um profissional da saúde.

Melatonina engorda?

Não. Mas a falta dela no organismo pode gerar quilos a mais.

Melatonina disturbio do sono

Isso acontece porque pessoas com dificuldades para produzir melatonina geralmente apresentam dificuldades para dormir e tendem a se alimentar mais à noite, o que, a longo prazo, gera ganho de peso.

Além disso, como elas têm o sono prejudicado, é natural que o organismo, durante o dia, busque formas de compensar a noite mal dormida. É bastante comum que isso seja feito através do consumo de alimentos mais calóricos, como os doces, por exemplo.

Por outro lado, quem faz uso do suplemento tem benefícios que podem ajudar no processo de perda de peso.

A melatonina ativa no organismo as moléculas que são responsáveis pelo apetite, ocasionando a redução da vontade de comer.

Outro ponto positivo é que ela acelera o metabolismo, o que favorece a queima de gorduras.

Quais os efeitos colaterias da Melatonina?

Não são comuns o aparecimento de efeitos colaterais em decorrência do consumo de melatonina. Mas, quando eles ocorrem, geralmente têm a ver com duas razões:

  • Dosagem acima da recomendada;
  • Substâncias adicionadas à formula;
  • O uso inadequado, ou seja, não respeitando o que está descrito na bula.

Entre os efeitos mais relatados estão o sono agitado e fragmentado, ou seja, a pessoa acorda várias vezes durante a noite e tem a sensação de cansaço pela manhã, pois, o sono não foi reparador e efetivo.

Isso ocasiona um outro problema, que é o excesso de sono durante o dia, impedindo que a pessoa tenha disposição para realizar as tarefas do dia a dia, prejudicando assim o seu rendimento no trabalho e nos estudos.

Também, são relatados efeitos, como a ocorrência de pesadelos, tonturas, vontade de vomitar e aumento no nível de prolactina, uma substância que estimula a produção de leite pelas glândulas mamárias.

Quanto às substâncias adicionadas à fórmula, é sempre importante verificar quem é o fabricante do produto e qual a sua procedência.

Este tipo de suplemento requer cuidados não apenas no momento de sua fabricação e manipulação, mas, também durante o período em que estiver sendo armazenado para a venda. Por isso é muito importante conhecer e confiar em seu fabricante.

As Melhores Marcas

Como no Brasil ainda não há fabricantes ou distribuidores que tenham permissão para atuar, as melhores marcas são todas estrangeiras.

Os produtos podem ser adquiridos pela internet e através de alguns sites os quais são especializados em envio da substância para o nosso país.

Porém, é muito importante ser criterioso quanto a onde comprar, pois há muitas fraudes, como páginas que vendem produtos falsos ou até mesmo contrabandeados.

No mercado de suplementos, a pirataria é algo ainda mais sério, pois envolve o consumo de um produto que pode trazer sérios riscos à saúde.

Por isso, é necessário conhecer a procedência, a segurança e o modo como foi armazenado o produto que você deseja adquirir.

Na nossa loja você tem a oportunidade de encontrar as melhores marcas do mercado americano. Todas aprovadas pelo FDA (Food and Drug Administration), agência federal similar à nossa ANVISA.

Veja abaixo marcas que recomendamos, clique na imagem para ver os produtos disponíveis.

Melatonina Marcas Recomendadas

E vocêtomou ou toma Melatonina?

Você já faz uso do hormônio do sono para dormir? Tem dificuldade para dormir? Ou ainda em dúvidas sobre esta substância?

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe.


Compartilhe
  • 305
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber este e-book grátis? Então preencha seu e-mail abaixo e receba agora mesmo!
Dormir Melhor
E-book Grátis
"COMO DORMIR MELHOR"

Preencha seu email abaixo
e receba inteiramente grátis!