Ômega 3 6 9. Tudo o que você deve saber sobre as chamadas gorduras boas

Ômega 3 6 9. Tudo o que você deve saber sobre as chamadas gorduras boas


Muitas pessoas quando ouvem a palavra “gordura” já fazem careta e a relacionam com algo negativo. Por isso vamos falar do Ômega 3 6 9, afinal, todos sempre dizem que quem quer emagrecer precisa perder gordura e que alimentos gordurosos fazem mal, entre outras coisas.

Isso não está totalmente errado. Algumas gorduras realmente podem prejudicar o seu organismo, entupir artérias, aumentar o colesterol, elevar seu peso, etc. No entanto, existem gorduras que são extremamente benéficas ao nosso corpo.

Neste texto, vamos falar de gorduras ótimas para a saúde e para o bom funcionamento do nosso organismo: os ácidos graxos. Já ouviu falar neles? Eles são estudados há muito tempo e os pesquisadores cada vez encontram mais benefícios.

Até o começo do século XX, os ácidos graxos eram vistos “apenas” como uma maneira muito eficaz de se guardar energia para que depois fosse sintetizada pelo organismo através de carboidratos e proteínas.

Entretanto, muitas pesquisas evidenciaram que uma pessoa que não consome boas quantidades de ácidos graxos por dia tem chances bem maiores de sofrer doenças perigosas no fígado, coração e rins.

Entendeu-se então, que muito além de armazenar energia, os ácidos graxos são essenciais ao corpo humano. É por isso que eles criaram o termo “ácidos graxos essenciais”, já que se trata de algo indispensável para nossa saúde e que só pode ser adquirido através de uma dieta alimentar.

Os ômegas 3, 6 e 9 são os ácidos graxos sobre os quais falaremos agora. Continue lendo para entender toda a sua importância, suas funções e seus benefícios!

O que é o ômega 3?

Os ômegas 3, 6 e 9 (podem ser chamados apenas de ácidos graxos essenciais) são gorduras boas e muito benéficas ao organismo. Elas não são naturalmente produzidas pelo nosso corpo, portanto precisam ser consumidas.

Podem ser achados em alguns alimentos, só que em maiores quantidades nos peixes (sardinha, atum e salmão) e nas oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas e linhaça).

Como esses tipos de alimentos não são tão comuns na realidade da maioria dos brasileiros (tanto por fatores culturais quanto pelo preço), algumas pessoas preferem utilizar suplementos em cápsulas para obterem as doses ideais de forma mais prática.

Para que servem?

Os ômegas 3, 6 e 9 possuem uma função preventiva em nosso corpo, ou seja, eles realizam ações que impedem danos graves ao funcionamento do organismo.

Eles podem agir como antioxidantes (lutando contra agentes que apresentam perigo às células), da mesma forma que ajudam na renovação celular, mantendo sempre as células saudáveis e prevenindo que várias doenças afetem os sistemas, como o cardiovascular, entre outros.

Além disso, esses ácidos graxos essenciais também são capazes de equilibrar as estruturas celulares e nervosas, regular os níveis de colesterol, evitar as doenças hepáticas e renais, promover a sensação de saciedade (ajudando a emagrecer) e melhorar o bem-estar.

Quais são os benefícios de cada ômega?

Antes de falarmos do benefícios que os três possuem juntos, precisamos deixar mais claras as vantagens específicas de cada um para você ter uma ideia da força e da importância que eles têm tanto individualmente quanto agrupados.

Confira a seguir:
• Ômega 3
De todos os ácidos graxos essenciais, o ômega 3 é o principal e o mais conhecido. Isso porque ele atua principalmente no cérebro, ajudando a melhorar e a regular as funções cognitivas e as transmissões de impulsos nervosos.

Além disso, ele pode evitar inflamações (por ter ação anti-inflamatória), assim como previne alguns transtornos neuropsiquiátricos, como o Mal de Alzheimer, a depressão e a ansiedade.

Este tipo de ômega é mais encontrado nos peixes e em algumas sementes, como a linhaça e a chia. Contudo, ele costuma ser consumido através de cápsulas originárias do óleo de peixe.

• Ômega 6
Apesar de existente em todas as células do corpo, o ômega 6 também não é produzido pelo organismo. Ele só tem essa presença celular quando é consumido frequentemente através de alimentos (nozes, óleo de canola ou de soja, como exemplos) ou suplementos.

O ômega 6 participa da formação da retina e da estrutura das membranas celulares, assim como age na produção hormonal e ainda proporciona mais resistência e um melhor funcionamento ao sistema imunológico.

• Ômega 9
Por ser uma gordura monoinsaturada, o ômega 9 é bem mais simples de ser metabolizado pelo organismo (ao contrário das gorduras saturadas). Isso quer dizer que sua absorção pelo corpo é mais rápida e efetiva.

Ele age como anti-inflamatório e por isso pode prevenir que muitas doenças sérias afetem seu corpo, como o próprio câncer. Ele também protege o coração de problemas cardíacos, além de evitar o envelhecimento celular precoce.

No meio natural, o ômega 9 costuma ser encontrado em alimentos como azeitonas, óleo de oliva, abacate, amendoim, óleo de canola, amêndoas, entre outros.

Quais são as vantagens de se tomar o Ômega 3-6-9?

Agora que você já viu a importância de cada um separado, pode imaginar como os três juntos são uma explosão de benefícios. Dê uma olhada nas principais vantagens que tomar o suplemento Ômega 3-6-9 pode te proporcionar:

● Ajuda na perda de peso, por proporcionar a saciedade e aumentar sua energia;
● Reforçar o bom funcionamento do sistema imunológico;
● Impulsionar as funções cerebrais normais, melhorando a concentração e a memória;
● Prevenir problemas cardiovasculares, como por exemplo: AVC e infarto;
● Proporcionar um maior bem-estar, assim como um humor mais positivo;
● Colaborar para uma pele mais bonita e saudável;
● Ser capaz de ajudar na prevenção de alguns tipos de câncer porque possui propriedades antioxidantes;
● Evitar doenças na estrutura óssea, como a osteoporose;
● Regular os níveis de colesterol, ou seja, reduzir o LDL (colesterol ruim) e aumentar o HDL (colesterol bom);

Uma das razões pelas quais a suplementação do Ômega 3-6-9 é recomendada é porque ela tem as quantidades corretas de cada ômega que o seu corpo precisa.

Isso é importante porque a quantidade de ômega 6 não pode ser maior do que a de ômega 3, pois caso isso aconteça o corpo pode passar por experiências ruins, como inflamações.

Como tomar?

Normalmente a dosagem indicada do suplemento Ômega 3-6-9 é a de até três cápsulas por dia. Contudo, essa quantidade pode variar para cada indivíduo, e vale lembrar que as taxas do ômega 3 no organismo deve ser sempre superior às dos outros tipos.

Em média, uma pessoa adulta precisa ingerir uma dose de 500 a 3000 mg de ômega 3 ao dia. Isso quer dizer que o ômega 6 e o ômega 9 precisam ser consumidos pela metade dessa dosagem. Então verifique sempre os valores na embalagem!

Procure um médico ou nutricionista antes de iniciar o consumo do Ômega, para que assim ele lhe oriente sobre qual dosagem é a melhor para seus objetivos e necessidades específicos.

Quais são os efeitos colaterais e contraindicações?

Geralmente os efeitos colaterais relacionados à ingestão de Ômega 3-6-9 têm a ver com uma dosagem excessiva. Entre os mais comuns estão:

● Dores abdominais.
● Diarreia e mal-estar.
● Enjoo.
● Dores de cabeça.
● Inflamações.

O Ômega 3-6-9 não é indicado em caso de alergia a peixes ou oleaginosas. De qualquer forma, é recomendado procurar um profissional da saúde para te aconselhar melhor em relação ao uso do suplemento


  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *