O poder antioxidante do polifenol. Conheça o Resveratrol [Guia completo 2018]

O poder antioxidante do polifenol. Conheça o Resveratrol [Guia completo 2018]


Você pode não ter ouvido falar dos polifenóis, mas, com certeza, já consumiu algum alimento composto por eles. Os polifenóis fazem parte daqueles componentes que estão muito presentes na alimentação, mas não recebem o reconhecimento merecido. Então leia este artigo e conheça o Resveratrol.

Acredite, eles são muito importantes para o organismo do ser humano e não podem faltar na sua dieta. Duvida? Então continue lendo para descobrir o que são, para que servem, onde encontrá-los e quais são seus benefícios. Você vai se surpreender!

Os polifenóis são micronutrientes muito presentes nos alimentos que consumimos. Existem mais de 8 mil polifenóis identificados por cientistas e que estão disponíveis em uma boa variedade de alimentos, como alguns chás e vinhos tintos.

Para que os polifenóis servem?

A principal característica dos polifenóis é a sua força como antioxidante. Isso quer dizer que eles conseguem lutar contra os radicais livres, que são átomos unidos em moléculas capazes de causar danos celulares graves, podendo até causar câncer e envelhecimento precoce.polifenóis-alimentos

Diversas pesquisas estão sendo feitas sobre os polifenóis e os resultados comprovam que eles podem contribuir para a prevenção de diversas doenças sérias nas mais variadas áreas do organismo.
Não se preocupe, suas funções não param por aí. Ainda falaremos melhor de todos os seus maiores benefícios mais para a frente. Você entenderá porque esses micronutrientes são tão impressionantes.

Quais são os tipos de polifenóis?

É possível subdividir os polifenóis em quatro categorias que ainda contém outros subgrupos. Sim, parecem muitas camadas de divisões, mas é porque a quantidade de polifenóis é realmente espantosa (em um bom sentido).

Os alimentos que possuem taxas mais altas de polifenóis têm a sua concentração mais intensa nas camadas exteriores das fontes do que nas áreas mais interiores.

Confira quais são esses tipos a seguir:
● Estilbenos: o polifenol estilbeno mais famoso e benéfico é o resveratrol. Ele é normalmente encontrado no amendoim e no vinho tinto.
● Flavonoides: são os polifenóis com maior capacidade antioxidante e anti-inflamatória. Costumam ser achados em legumes, frutas, vinhos e chás.
● Ácidos fenólicos: estão presentes em muitas frutas, em canela, chás e até no café.
● Lignanas: muito encontrados em cereais e sementes de linhaça, além de outros grãos e hortaliças.

Quais são os alimentos ricos em polifenóis?

Você acabou de ver alguns exemplos de onde encontrar polifenóis na dieta alimentar. No entanto, a verdade é que a lista é muito maior. Pesquisadores montaram um banco de dados com 502 tipos de polifenóis em 452 alimentos.

Depois disso, eles publicaram no periódico Journal of the American College of Nutrition (Periódico da Faculdade Americana de Nutrição) a classificação dos alimentos a partir da quantidade de polifenóis presentes em cada porção de 100 gramas.

Dê uma olhada em alguns dos alimentos que estão no topo do ranking (não na ordem exata) e que, na maioria dos casos, são bem fáceis de serem comprados e consumidos (ou preparados) no país:
● Vinho tinto.
● Cacau em pó.
● Café.
● Maçã.
● Ameixa.
● Mirtilo.
● Orégano seco.
● Cravo-da-índia.
● Morango.
● Alcachofra.
● Leite de soja.
● Anis estrelado.
● Castanha.
● Chá preto e chá verde.
● Brócolis.
● Espinafre.
● Cebola roxa.
● Amora preta.
● Nozes.
● Farinha de linhaça.

Quais são os benefícios dos polifenóis?

Entre os benefícios registrados pelas várias pesquisas feitas sobre os polifenóis, podemos listar:
● Colaboram na prevenção contra doenças cardiovasculares;
● Contribuem para a prevenção ao câncer;
● Ajudam na saúde gastrointestinal;
● Auxiliam na redução dos riscos de osteoporose;
● Ajudam a regular a diabetes tipo 2;
● Melhoram o número das bactérias benéficas ligadas à perda de peso.

Muitas pessoas sentem-se frustradas por não poderem consumir muitos dos alimentos ricos em polifenóis, pois têm a rotina agitada, não gostam do sabor, não confiam nas quantidades naturais, entre outros motivos.
Se você pertence a algum dos grupos acima, não se preocupe. Existem suplementos criados para que você tenha os micronutrientes vantajosos ao seu corpo sem se estressar.

Uma ótima opção: o Resveratrol

Um dos polifenóis mais comentados e vendidos é o Resveratrol, que pertence ao tipo estilbeno. Diversos estudos estão provando que ele leva benefícios essenciais ao organismo, sendo que alguns são exclusivos desse subgrupo.

Na natureza, o Resveratrol é principalmente encontrado nas uvas escuras (também nos vinhos tintos e sucos de uva), em algumas frutas vermelhas, pistaches e amendoins. Por suas propriedades anti-envelhecimento ele chegou a receber o título de “pílula da longevidade”.

Quais são as propriedades do Resveratrol?

Assim como a maioria dos polifenóis, o Resveratrol também possui boas propriedades antioxidantes que agem na proteção das células. Além disso, ele também atua como um anti-inflamatório, reduzindo os riscos das doenças do coração e baixando o colesterol “ruim”.

As suas vantagens ao nosso corpo não param por aí. Confira a seguir quais outros benefícios o consumo do Resveratrol pode proporcionar para o ser humano:
● Ajuda a eliminar toxinas e a purificar o corpo, o que colabora para a perda de peso;
● Melhora o processo de cicatrização de alguns ferimentos;
● Evita o envelhecimento precoce;
● Contribui para melhorar a aparência e aumentar a saúde da pele;
● Auxilia na luta contra inflamações;
● Ajuda a reduzir os riscos de alguns tipos de câncer, como o de próstata e o do cólon.

O recomendado para quem deseja utilizar o Resveratrol para emagrecer é não consumir o vinho tinto ou os outros alimentos compostos por ele. Isso porque apesar de suas propriedades, eles contém muitas calorias e pode prejudicar a perda de peso.

O ideal para quem quer eliminar os quilos a mais é adquirir o Resveratrol em cápsulas. Lembre-se de que deve manter exercícios físicos e uma alimentação saudável enquanto o consome.
Como tomar o Resveratrol?

A maneira indicada de consumir o suplemento de Resveratrol é ingerir entre 250 e 500 mg ao dia. Contudo, é recomendado que o consumidor procure um médico ou um nutricionista para lhe orientar sobre as dosagens corretas.

Entendeu agora o porquê de os polifenóis serem tão importantes? Acha que eles estão faltando na sua vida? Cuide bem da sua saúde, não deixe de investir em seu bem-estar.


  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *