Vegano: quais os riscos e benefícios para a saúde?

Vegano: quais os riscos e benefícios para a saúde?


Entenda o que é ser vegano. O veganismo tem sido muito discutido atualmente, mas, o que é a dieta vegana? Mas, veganismos é apenas uma questão de dieta?

O veganismo tem sido muito discutido atualmente. Grandes influencers digitais são adeptos da comida vegana e divulgam aos seus seguidores o assunto. Você deve conhecer alguém que também pratica isso e pode nem ter percebido. A verdade é esse grupo vem crescendo a cada ano.

Muitas pessoas ainda confundem o que é ser vegano com o que é ser vegetariano. Não, não é a mesma coisa. Quer saber mais? Leia nosso texto até o final para entender essa diferença, saber como o veganismo funciona, o que essas pessoas podem comer e outras muitas informações relevantes.

O que é ser vegano?

O vegano (ou vegan em inglês) faz parte do movimento chamado veganismo que, em poucas palavras, defende os direitos dos animais. Ser vegano não é apenas deixar de comer alimentos derivados de animais, mas também mudar o seu estilo de vida para que nada que ele consuma venha da exploração desses seres vivos.

O movimento nasceu em 1944, através de um pequeno grupo dissidente da Sociedade Vegetariana Inglesa. As pessoas eram lideradas por um professor de carpintaria chamado Donald Watson. Foi ele que criou a The Vegan Society.

De acordo com a The Vegan Society, o vegano é quem “busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais”.

Qual é a diferença entre vegano e vegetariano?

É possível dizer que todo vegano é vegetariano estrito, mas nem todo vegetariano é vegano. Isso ocorre basicamente pelas diferenças no consumo.

Entenda melhor: os vegetarianos podem ser divididos em ovolactovegetarianos (apenas não consomem carne), lactovegetarianos (não consomem carne e ovos), vegetarianos estritos (não consomem carnes, ovos, laticínios ou qualquer produto de origem animal) e veganos.

Os veganos possuem a dieta dos vegetarianos estritos, contudo, a diferença está na agenda política. Pois o veganismo vai além do que se come. Esse grupo também não veste roupas que tenham sido feitas com elementos animais, não vão ao zoológico, não assistem a filmes com animais reais, etc.

Para os vegetarianos, a mudança está na dieta. Já para os veganos, a mudança está no estilo de vida inteiro.

O que o vegano pode comer?

Existem muitos mitos com relação à comida vegana. Algumas pessoas até gostam de fazer aquela piadinha dizendo que os veganos só comem “mato”. A verdade é que o cardápio vegano pode ser bem variado e com diversas opções de alimentos saudáveis que substituem aqueles derivados de animais.

Confira a seguir alguns dos grupos de alimentos utilizados na comida vegana e que proporcionam pratos bem diferentes para eles:

● Legumes e verduras
Existe uma grande variedade de legumes e vegetais com cores bem versáteis e propriedades muito benéficas ao corpo humano. Alguns podem ser comidos crus, outros são cozidos, grelhados, assados, etc. A grande maioria proporciona elementos que ajudam a manter as células saudáveis.dieta-vegana

● Folhas verdes
Apesar de se encaixarem na categoria de vegetais, as folhas verdes merecem um grupo à parte, pois elas possuem uma grande quantidade de cálcio, que é fundamental para a saúde do nosso sistema ósseo.

Entre as principais folhas verdes temos: couve, brócolis, nabiça (ou nabo) e repolho. Além delas, existem outros alimentos ricos em cálcio também consumidos por veganos: hummus, leite de soja fortificado, tahine, entre outros.

● Grãos e cereais
O veganismo aproveita muito bem os grãos e cereais, principalmente aos integrais. Como exemplos temos: cevada, quinoa, arroz marrom, aveia, centeio, sementes, gérmen de trigo e milho.

Vale a pena lembrar que as massas que levam os grãos e cereais integrais também podem integrar este grupo.

● Leguminosas e leveduras
As leguminosas são ricas em ferro e proteínas. O ferro é essencial para a saúde do sangue, enquanto as proteínas são elementares para o desenvolvimento muscular.

Além disso, as leveduras possuem grandes quantidades de vitaminas do complexo B, que auxilia no metabolismo das células.

Entre os principais alimentos deste grupo, podemos citar: grão-de-bico, soja, feijões, ervilha, cogumelos, nozes e tremoços.

● Frutas
É claro que não podemos esquecer das frutas! Na comida vegana, elas são usadas tanto em pratos doces quanto salgados. São ricas em sais minerais, vitaminas e fibras. Uma boa dica para veganos que estão começando é ingerir frutas com vitamina C juntamente a alimentos ricos em ferro, como os do grupo acima.

● Vitamina D, Ômega 3 e Vitamina B-12
Esses elementos estão em um grupo separado, pois são um pouco mais difíceis de serem consumidos na dieta do vegano.

Isso porque não são encontrados com tanta facilidade em outras fontes que não sejam de origem animal ou são caros. Por este motivo, muitos veganos preferem recorrer a suplementos alimentares para adicioná-los em seu dia a dia.

Quais são os principais suplementos para veganos?

Como dissemos, alguns veganos preferem consumir suplementos para suprirem a falta de alguns nutrientes e vitaminas. Costuma sair mais em conta, além de ser mais prático e fácil de consumir. Conheça quais são os suplementos mais consumidos por eles a seguir:

● Proteína vegetal: com certeza um dos grandes desafios para os veganos é obter as proteínas necessárias para uma boa saúde, já que grande parte delas está nas carnes. É por isso que os suplementos de proteína vegetal são tão populares.

● BCAA: o famoso BCAA também pode ser usado na alimentação vegana, fornecendo uma rica fonte de aminoácidos essenciais ao bom funcionamento do organismo, que também é excelente para a recuperação muscular.

● Ômega 3: os suplementos veganos de ômega 3 estão entre os mais usados, pois este nutriente é crucial para a saúde do sistema nervoso e cardiovascular.

Vitamina B12: é considerado por muitos como o suplemento mais importante para veganos, já que essa vitamina não está presente na comida vegana diariamente. A B12 é essencial para a saúde do sistema nervoso, além de evitar diversos problemas cardíacos.

Antes de iniciar a sua jornada no veganismo, pesquise muito sobre o assunto e consulte um nutricionista. Assim você saberá como balancear a sua dieta e também quais suplementos você pode consumir sem problemas. Busque sempre aqueles com mais qualidade e referência no mercado para complementar a sua alimentação.


  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *